domingo, 10 de novembro de 2013

1º Capitulo «Oh rapaz também com essa fronha quem é que te quer?»

Cheguei a casa por volta das 5 da tarde, por hoje já tinha acabado o dia de aulas, amanhã quinta-feira tenho as minhas pequenas para aturar.
- Olá mãe – disse chegando-me perto dela e dando-lhe um beijo.
- Olá filha. Thaís? – chamou quando eu já me dirigi-a ao quarto.
- Sim.
- Sempre vais á festa do Marco?
- Á festa de quem?
- Do Marco, o filho do Anselm. – olhei confusa – Thaís! O Marco Reus, o pai dele é amigo do teu pai, já almoçaram tantas vezes aqui e nós já almoçamos tantas vezes em casa deles.
- Áh , o rapazito do Borussia?
- Sim esse mesmo.
- Mas a festa é em casa dos pais?
- Não ele tem uma casa. Thaís és uma esquecida! – pegou num pequeno papel que estava ali – Toma, a morada do miúdo.
- Mãe, posso levar a Halle certo?
- Claro que podes.
- Se calhar, ainda fico a dormir em casa dela se chegar muito tarde.
- Está bem.
Fui para o quarto, adiantar um trabalho da universidade e mandei mensagem á Halle para a avisar que hoje tínhamos festa.
***
O que vestir? Nunca sei bem o que vestir, é uma festa não é? Um vestido? Sim se calhar um vestido, mas não muito curto, e acho que esta um bocado de frio, estamos em pleno outubro.
- Mãe? – chamei do quarto.
- Sim. – disse ela chegando.
- Não sei o que vestir.
- Roupa Thaís.
- Oh mãe! Não gozes não sei o que vestir.
Abriu as portas do meu roupeiro, olhou mexeu e voltou a mexer, olhou para mim com cara pensativa.
- Aquele vestido, que eu te dei á uns meses, e que tu não o vestiste porque disseste que era muito ‘’sexy’’ para ti?
- E continua a ser! Não vou vestir isso.
- Para a minha filha, nada é demasiado sexy!
- Mãe! – repreendeu-me com o olhar – segunda gaveta, ainda esta dentro da caixinha.
- Aqui está ele, a minha princesinha vai ficar linda.
- E eu a pensar que já era linda. – disse a brincar.
- E já és Thaís és linda.
- Oh mãe – abracei-me a ela. – Preciso de uma coisa tua.
- O quê?
- Aqueles sapatos lindos que tu tens por favor.
- Vou buscar.
Fui-me vestindo, não muito segura, mas…bem acho que não perco nada. A minha mãe trouxe-me os sapatos, quando já estava vestida calcei-me e dei os últimos retoques, maquilhagem.
Saí do quarto finalmente.
- Mãe vou-me embora.
Ela olhou para mim, ficou espantada, e depois sorriu.


- Eu sabia, eu sabia que era demasiado, eu vou trocar de roupa!
- Não, não vais Thaís tás linda. Vá vai-te lá embora.
- Oh obrigada mãe, adeus.
Dei-lhe um beijo, e saí de casa agora próxima paragem casa da Halle.

***

- Halle despacha-te por favor! –gritei da sala.
- Calma, calma.
- Calma nada, temos os alemães todos á nossa espera.
Estávamos em casa da Halle, mas ela nunca mais se despachava, aquela miúda é sempre a mesma, demora tempos e tempos a ficar perfeita, mas a verdade é que ela já é perfeita.  Finalmente saiu da casa de banho, toda gira como sempre.


- Por essas e por outras é que fico sempre com os restos! Já olhas-te bem para ti?
-Não sejas parva. Tá exagerado?
- Não doida, estás linda!
- Para onde é que vamos mesmo?
- Casa de Marco Reus.
- Esse não é um jogador do Borussia?
- É sim senhora. O meu pai é amigo do pai dele, e hoje ele está a organizar uma festa lá em casa e convidou-nos.
- De vista, já almocei algumas vezes em casa dos pais dele , e posso dizer que já tive a bela oportunidade de o ver de boxers.
- O quê?
- Sabes como sou em casa estranha, nunca sei onde ficam as casas de banho.
Fartamo-nos de rir as duas como sempre, apenas nós conseguíamos fazer a festa.
Entramos dentro do carro.
- Não sei se chegamos inteiras, a casa do rapazito.
- Halle, amor eu sou muito responsável principalmente na estrada.
-És és.
Em pouco tempo chegamos a casa do rapaz, muito carro cá fora, carros a mais. Eu só conheço o Marco, e nem o Marco conheço bem, por isso não sei o que esperar desta festa.
Chegamos á entrada da casa, e batemos á porta e quem nos veio abrir? Aquele fofinho do Marco.
- Thaís certo? – perguntou-me
- Certo, Marco não é?
- Sim e a tua amiga é?
- Halle – disse ela.
- Prazer em conhecer-te – disse o Marco.
- E eu a ti.- momento em que acho que estou a mais.
Entramos em casa dele, tinha um ambiente fantástico, oh Deus tantos rapazes juntos.
- Prazer em conhecer-te e tal e a Thaís que se lixe! – comente no gozo.
- Não sejas parva! O miúdo é giro.
- Como eu digo, lá vou eu ficar com os restos.
O Marco chegou perto de nós, e mantivemos umas conversas normais, falamos do Borussia e de como estavam a correr as coisas, falamos no meu curso e no centro onde a Halle trabalhava.
- Falta o Mario – disse o Marco.
- Quê? Aquele jeitozinho que trocou o Borussia pelo Bayern?
- Jeitozinho, mas não é para ti. – disse um rapaz, que era ele Mario Götze.
- Oh rapaz também com essa fronha quem é que te quer?
- Deixa lá que não és a primeira nem a ultima a querer.
- Acho que os restos nem são nada maus – sussurrou-me a Halle ao ouvido.
- É preciso apresentações? – perguntou o Marco.
- Não! Se me apresentares um homem sou capaz de querer, agora isto…
Não esperei por resposta e saí dali, raio do miúdo, deve achar-se! Eu Thaís estou a enervar-me bastante! Está-se  a soltar uma parte de mim que se sair nunca mais volta para dentro.
- Ai eu juro que aquele miúdo me enerva! –disse voltando para ao pé da Halle.
Riu-se na minha cara! A Halle riu-se na minha cara!
- Eu a pensar que os restos eram menos perigosos, afinal até soltam essa parte louca em ti.
- Cala-te Halle!
A festa foi decorrendo, conhece-mos melhor o Marco, ele é mesmo um miúdo espetacular, super querido , não posso é dizer o mesmo da ave rara daquele Götze.
- Eu vou á casa de banho. – informei a Halle.
- Vê lá quem é que vez desta vez de boxers.
- Ninguém espero.
Fui caminhando pelo corredor, quando alguém bate contra mim, e tinha que ser o miúdo.
- Já pedias desculpa oh!
- Quem pedia desculpa eras tu, foste tu que bates-te contra mim!
- Oh miúdo, cresce mas é!
- Perder tempo contigo? 
- Mas o que é que tu queres? - perguntei.
- Tu não é de certeza!
- Tomaras tu!
- Ou tu.
 - Não gosto de miúdos! - afirmei.
- Se tu experimentasses , não querias era outra coisa!
- Sonha, não gosto de alemães!
- E eu não gosto de morenas!
- Problema o teu!
Olhou para mim, e eu para ele , mantínhamo-nos parados naquele corredor. A mão dele foi parar ás minha costas, á minha pele, quem me manda trazer um ‘’decote’’ destes nas costas?
Olhava para mim, e eu mal me conseguia mexer, afastou-me o cabelo e levou os seus lábios ao meu pescoço e mordeu-me a seguir. Foi subindo com a mão dele pelas minhas pernas. Sorriu com um ar provocador e foice embora.
Encostei-me á parede, oh meu Deus , ele provocou-me e eu nem capaz de reagir. Ele deixou-me fora de mim, pus a mão no meu coração, pareço uma adolescente, ele bate a mil.
Dirigi-me para a casa de banho, deixei a porta meia aberta, olhei-me ao espelho, vestido levantado de um lado, cabelo um bocado despenteado, e bem este batom precisa de retoques.
Acabei de me compor e encaminhei-me para a porta e para meu espanto quem estava a porta era ele , outra vez ele.
- Sempre podemos ir á segunda ronda, acredita que a noite é uma criança.

---------------------------------------------------------------------------------
Cá está , o primeiro de muitos ( espero) , estou numa fase que não sei como está este capitulo, bom , mau , horrível. Esta pequeno, mas espero as vossas opiniões sinceras :)
Beijinhos, 
Mahina 

7 comentários:

  1. Olá!
    Bom, espero mesmo que seja o primeiro de MUITOOOOOOOS! Isto promete! Já se percebeu que elas as duas juntas são loucas mas que são super amigas! Já eles os dois...são maravilhoso! O Marco um doce e o Mario...um louco!
    Se ele espera pela segunda ronda..EU DESESPERO POR ELA!

    Estou esperando o próximo!
    Besos.
    Ana Patrícia Moreira.

    ResponderEliminar
  2. Isto tá é muito pequeno!!!!
    De resto tá muito bom!
    Mais por favor!!!!
    Maria

    ResponderEliminar
  3. Olá...gostei do primeiro capitulo e estou super apaixonada por estes dois q já vi q são como o gato e o rato ;)
    tens aqui uma seguidora e espero muitos capitulos desta fic ;)
    próximo sff :*

    ResponderEliminar
  4. O único ponto negativo no capítulo: o tamanho...
    Porque de resto adorei <3
    Estou ansiosa pelo próximo :)
    Beijinhos :*

    ResponderEliminar
  5. Olá!
    E pronto a Mahina chegou com mais uma fic e já me viciou!
    Não sabes como está o capítulo? Aqui horrível só mesmo o tamanho! Porque o capítulo está perfeitíssimo!
    Adorei a Thais e a Halle, elas são lindas e vê-se que são muito amigas! Em relação aos meninos, o Marcos é muito fofinho e muito simpático....agora o Mario um grande mas gosto disso! E gosto ainda mais das picardias deles! E ainda muito mais desta provocação dele! E aquilo que eu ia amar mesmo era que no próximo capítulo venha mesmo a 2ª ronda!!
    Por isso, quero muito o próximo muito rapidddiinnhhoo! xD
    Beijinhos!

    Sofia

    ResponderEliminar
  6. Olá!
    Opá surpreendeste-me! Pensava que seria Mario e Halle, porque pareciam os dois...amantes da boa vida. mas afinal...é a menina Thais que esta a revelar o menino Mario. E ja com um momento caliente. Nossa, ate eu tremi com aquela aproximaçao! Quero saber como isto continua! É verdade estou insatisfeita com o tamanho deste cap!! Vamos la, espero o proximo!!

    Beso
    Ana Santos

    P.S. Vou adicionar mais esta fic às fics que recomendo ;)

    ResponderEliminar
  7. Olaaaaa


    Ameiiiiiiiiiiiiiiii (:


    Beijinhos


    Catarina

    ResponderEliminar